• Leandro Carvalho

Mo Farah ganha "The Vitality Big Half" a nova meia maratona de Londres


A Vitality Big Half inaugural foi vencida por Sir Mo Farah, em um sprint emocionante na reta de chegada. O pentacampeão olímpico trabalhou duro na última milha da corrida para vencer em 61:40, segurando Daniel Wanjiru, do Quênia, que terminou alguns metros atrás de Farah em 61:43, com Callum Hawkins, da Grã-Bretanha, em terceiro lugar, em 61:45.

Depois de alguns dias de neve em Londres, a corrida começou em um clima confortável, com os corredores aproveitando o sol brilhante e o céu azul enquanto seguiam para o leste ao longo da estrada em direção a Canary Wharf.

O grupo de Farah, Wanjiru e Hawkins liderou desde o início com Hawkins um pouco a frente.


Farah parecia tranquilo em deixar Hawkins definir o ritmo durante as primeiras milhas, mas uma vez que os três principais homens haviam ultrapassado a marca de oito quilômetros, Farah sacudiu a cabeça e avançou para criar um vantagem de cinco metros à frente de Wanjiru com Hawkins olhando desconfortável para trás.

Quando os três atletas se viraram para o sul, na Tower Bridge, Farah acenou para a multidão, incentivando-os a gritar mais alto. Farah, de 34 anos, também conseguiu estimular Hawkins, que aproveitou a descida suave da ponte, mais uma vez chegando à frente do grupo. Wanjiru e Farah ficaram tranquilos um pouco atrás, deixando o escocês de 25 anos suportar o peso da liderança enquanto o percurso virava para leste nas ruas de Southwark para a segunda metade da corrida. 

Depois de correr lado a lado nas próximas três milhas, Farah finalmente lançou seu famoso pontapé final na última milha da corrida para abrir uma vantagem de vários metros sobre Wanjiru, que ele carregou toda a prova até a linha de chegada .

"Eu me senti confiante, eu sei que estou em grande forma", disse Farah após sua vitória. “Eu parecia tão bem quanto Wanjiru hoje e nós dois temos que ir na maratona em abril. Eu sei que sou forte na meia maratona, mas é completamente diferente quando você tenta correr uma maratona.

Depois de voar do seu campo de treinamento de alta altitude na Etiópia na sexta-feira, Farah teve pouco tempo para aclimatar-se às condições frias. “Eu sabia que ia ser frio, mas as condições estavam ok no final. É 25C todos os dias na Etiópia, mas você tem que correr a corrida, não importando quais sejam as condições.

“Foi bom correr com Hawkins hoje; Ele é um grande atleta que trabalha duro. Eu acho que tudo é possível se você treinar bem e trabalhar duro e Hawkins provou isso. ”

Hawkins sentiu que poderia ter ido mais rápido, reconhecendo que achava difícil avaliar a velocidade com que ia correr no novo curso. "Com a minha preparação eu senti que ainda não estava em minha melhor forma", disse ele depois da corrida, "mas acho que todo mundo estava um pouco mais lento, então ainda era bom ir lá e competir.

Depois de um pesadelo de viagem para chegar à corrida, que todos os vôos foram cancelados, o escocês foi positivo sobre sua performance e está se preparando para competir na maratona dos Jogos da Commonwealth no próximo mês.

"Foi bom estar lá em cima com atletas de alto calibre", disse Hawkins. “Eu acho que Mo estava fazendo o suficiente, para ser honesto. Ele parece em boa forma. É uma honra conseguir correr ao lado desse tipo de atletas. ” 

Wanjiru também estava satisfeito com sua corrida, dizendo que o percurso ondulante ofereceu uma ótimo treino para a preparação da defesa de seu título na Virgin Money London Marathon no mês que vem. .

"Eu estava me sentindo como se pudesse ganhar do Mo, mas chegar em segundo foi uma boa experiência", disse o queniano. “Estou em boas condições para correr o meu melhor em Londres e não corro mais corridas até à Maratona de Londres. Eu quero estar no meu melhor e afiado o suficiente para a corrida. Estou muito feliz por poder ter corrido a primeira edição; é bom fazer história aqui em Londres. ”

Os homens de elite foram seguidos por mais de 11.000 corredores, muitos dos quais são de grupos comunitários nos quatro distritos anfitriões de Tower Hamlets, Southwark, Lewisham e Greenwich. Após a corrida, os corredores desfrutaram de uma variedade de atividades gratuitas no The Vitality Big Festival, em Greenwich Park.

A Vitality Big Half faz parte de um novo festival de um dia, centrado em torno da meia maratona, em uma celebração da maravilhosa diversidade cultural da grande cidade de Londres.


Fonte: thebighalf.co.uk